Política Santa Luzia/Região/Estado VÍDEOS 

Vereadores de situação golpeiam oposição a aprovam 70% da lei orçamentária de 2018 em favor da prefeita França do Macaquinho.

O inicio da votação da LOA (Lei  Orçamentária Anual-2018), que aconteceu nesta segunda-feira (04), na sessão plenária da Câmara de Vereadores de Santa Luzia-MA, foi marcada por uma truculenta hostilidade do presidente da casa, vereador Almir da Floresta(PEN), contra  uma representante sindical e o site Informe Luziense.

Representes do SINTRAED (Elbna e Tonivan) na tribuna da câmara de vereadores de Santa Luzia-MA/Foto: Informe Luziense.

O vereador quebrou algumas regras do direito de imprensa e da liberdade de expressão ao  tentar barrar a entrada da nossa reportagem dentro do recinto  legislativo, más acabou sendo filmando virando as costas para a representante sindical, Elbna-SINTRAED, que reivindicava parte da fala na tribuna, para questionar algumas irregularidades impostas pelo executivo municipal, que queria e conseguiu o direito de movimentar, sem interferências do legislativo e do povo, 70% dos 179.056.489,02 (Cento Setenta e Nove Milhões, Cinquenta e Seis Mil, Quatrocentos e Oitenta e Nove Reais e Dois Centavos), previstos para serem gastos no ano de 2018.

Funcionários públicos de Santa Luzia-MA e PMs acompanham a sessão plenária da galeria da Câmara de Vereadores /Foto: Informe Luziense.

O presidente do legislativo mandou contar o microfone da funcionária pública sindicalista e acionou a Polícia Militar, afim de intimidar a nossa reportagem e os manifestantes da galeria, más acabou sendo vaiado por diversas vezes durante a sessão, que piorou, depois que o vereador de situação JOSE FRANCISCO DOS SANTOS (BANGA-PSB), retirou da pauta, sem aviso prévio, a proposta imposta pelos vereadores da oposição (Nilde da Joana-PMN, Manoel da Água Boa-DEM e Gilson Rocha-PT), que seria dá à prefeita “França do Macaquinho” a liberdade de movimentar 25% apenas dos recursos financeiros de 2018, voltado para a câmara e para o povo o direito de fiscalizar e escolher onde os recursos seriam aplicados.

Vereadores de oposição: Nilde da Joana, Gilson Rocha e Monoel da Água Boa/Foto: Informe Luziense.

A decisão, mais uma vez, teve o apoio do presidente da câmara (vereador  Almir) e foi colocada em votação, sendo aprovada pela maioria dos vereadores presentes, mesmo com os protestos da galeria e dos vereadores da oposição.

Veja a relação dos vereadores que votaram:

Não – Iranilde Silva de Carvalho-Nilde da Joana-PMN

Não – Manoel Domingos Sousa Sampaio-Manoel da Água Boa- DEM

Não – Gilson Fernandes Moreira da Rocha-Gilson Rocha- PT

Sim – Antônio Marcos Oliveira Lima-Marcos do Esporte-PRB

Sim – Ariel Miranda Andrade- Arielzinho- PRB

Sim – Carlos Augusto Macedo BezerraCarlos Augusto Macedo Bezerra-Carlão do Mutirão-PEN

Sim – Jeferson Pinho Costa- Jeferson do Romeu- PPS

Sim – JOSE FRANCISCO DOS SANTOS-BANGA- PSB

Sim – Jose Jenisdean Pereira da Rocha- Jenis – PP

Sim – José Pereira Sousa-Zequinha da Patrol- PMDB

Sim – Keila dos Santos Conceição-Professora Keila – PHS

Sim – Manoel de Oliveira Almeida-Manelzinho-DEM

Sim – Rubenil Targino Silva-Benil – PRB

– Almir Alves Souza-Almir da Floresta-PEN

INFORMES RELACIONADOS

Leave a Comment

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE