Política VÍDEOS 

Situações que comprovam supostas compras de votos da prefeita França do Macaquinho.

O site Informe Luziense teve acesso a supostas provas que incriminam a atual prefeita de Santa Luzia-MA, Francilene Paixão Queiroz (França do Macaquinho-PP), por está envolvida em algumas situações que apontam a atual gestora municipal fechando acordo ilícitos para a aquisição de votos durante a sua campanha eleitoreira para prefeitura municipal no ano de 2016.

Em uma dessas situações, França foi gravada fechando um acordo para alugar, caso fosse eleita, um veículo de propriedade de um suposto eleitor, em troca de votos dele e sua família. A gravação durou pouco mais de 20 minutos e deixou claro que houve um possível acordo entres as partes.

Em outro caso um caminhão, de propriedade da atual gestora municipal da cidade foi flagrado fazendo a entrega de materiais de construções nas residências de possíveis eleitores em um interior da zona rural de Santa Luzia durante o período de campanha eleitoral.

De acordo com informações as entregas teria vínculos de acordo entre os eleitores a candidata progressista em troca de votos .

Vai ter cassação!

A prefeita França do Macaquinho-PP, e o vice-prefeito, Juscelino Junior-PEN, são julgados em outra situação pela acusação de compra de votos e abuso de poder econômico.  Este processo, além de outros, pelas mesmas acusações, tramitam na justiça eleitoral, sedo que um que deles é o mais grave  e já teve parecer  favorável  de cassação dos dois acusados, pelos relatores (a): Ministra Luciana Christina Guimarães Lóssio e o designado a relator do processo; Ministro Antonio Herman de Vasconcelos Benjamin, ambos designados do Ministério Público Federal (MPF), através da Procuradoria Regional Eleitoral no Maranhão.

Diante de tais situações, por conta da divulgação de assuntos que relacionam políticos luzienses em casos graves de justiça, membros do site Informe Luziense e alguns políticos ligados à oposição do atual governo municipal são alvos de ameaças e tentativas de intimidação constantemente.

O Site Informe Luziense repudia tais tentativas frustradoras de seciar o direito de imprensa e a liberdade de expressão dos nossos colaboradores. Fazemos questão de deixar claro que tais tentativas de intimidação ou até mesmo a violência não serão capaz de barrar nossa proposta e o interesse que é manter um sistema sério e posicionado, afim de ter uma comunidade luziense muito mais informada e preparada.

Áudio de uma suposta compra de votos foi veiculado em um canal do site Tribuna Maranhense.

INFORMES RELACIONADOS

Leave a Comment

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE